visitas

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Filme "The Brides of Dracula" (As noivas do Vampiro)

Saudações, amigos noturnos!

Passeando por uma loja no shopping da cidade que moro, Poços de Caldas/ MG, eis que me deparo em meio a vários DVDs em promoção, um dvd que me chamou a atenção pelo título "As noivas do Vampiro", originalmente intitulado "The Brides of Dracula". Como não possuía cenas do filme no verso, comprei para assistir.
Esta postagem será dedicada a esse filme.

"Drácula morreu, mas seus descendentes ainda estão por aí..."

Como eu não conhecia o filme, quando cheguei em casa, antes de assistí-lo (Na verdade só consegui assistir no dia seguinte) procurei na internet fotos e informações sobre o filme. Foi nesse momento que descobri o quão antigo era o filme. Confesso que isso não me animou muito a assistí-lo, porém logo a curiosidade despertou em ver como os vampiros haviam sido retratados neste longa.

O filme, dirigido por Terence Fisher, filmado no estúdio Bray Studios, em 1960, foi produzido pelo estúdio inglês Hammer Film Productions, podendo ser considerado como sequência do filme "Dracula" (Vampiro da Noite), de 1958, possuindo mais sete filmes sobre o tema após este.



No elenco, o nome mais importante com certeza era de Peter Cushing.

Sinopse:

"Marianne Danielle (Yvonne Monlaur) está viajando pelo Leste Europeu a fim de assumir o cargo de professora de francês em uma escola para moças na Transilvânia, agora livre da ameaça do Conde Drácula. Ela não é muito bem recebida pelos locais e acaba sendo acomodada no castelo da Baronesa Meinster, onde conhece o filho da nobre (David Peel), que vive acorrentado à parede. Com pena do jovem, Marianne decide libertá-lo sem desconfiar que ele é um vampiro. Para sorte dela, o Doutor Van Helsing (Peter Culshing, de Guerras nas Estrelas) está por perto e promete por fim à vida de mais este ser das trevas."

Logo no início desta postagem, eu disse que não fiquei muito animado para assistir o filme, porém, após assistí-lo, já penso em procurar os outros filmes da sequência.
Por ser antigo, o filme não possui efeitos especiais, no máximo o morceguinho de borracha voando. O roteiro também é simples e bem ingênuo. E são esses fatores que me deixaram mais curioso pelos outros filmes. É muito interessante assistir esses filmes antigos sobre vampiros, para vermos de uma forma bem diferente a retratação do vampiro comparado aos filmes de hoje. É como sentir que você está assistindo como tudo começou. Filmes como este foram um ponto crucial e necessário para chegarmos a produções como temos hoje. Infelizmente, muitas produções norte-americanas perderam a noção e trabalham mais os efeitos especiais do que o roteiro, o que é uma pena.

Em breve, irei fazer uma postagem falando um pouco sobre o vampiro, de filmes antigos e o vampiro dos filmes mais atuais. É interessantíssimo observarmos como houve uma mudança significativa na composição desse personagem tão antigo.

Este filme recomendo a quem está disposto a conhecer o gênrero vampiro de uma forma mais simples e básica, sem espectativas de efeitos visuais e roteiros super elaborados. Vale a pena. Garanto que a partir da hora que conhecerem esse filme, a visão de você quanto aos filmes de vampiros irá mudar.


Curtiu a dica? Conhece mais informações sobre este filme? Comente ao final desta postagem.

Reclame pela sua imortalidade. Alimente-se do sangue e siga pela noite.

Abaixo, trailer do filme "The Brides of Dracula".

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
BlogBlogs.Com.Br