visitas

domingo, 31 de maio de 2009

O lamentar de uma Princesinha (Conto de minha autoria)

Saudações, amigos da escuridão!

Irei postar mais um conto de minha autoria, intitulado "O lamentar de uma Princesinha".
Espero que gostem!

Aproveito para agradecer todos os elogios feitos sobre o meu conto "Sedução". Valeu a força! Isso aumenta o meu ânimo para criar cada vez mais. Obrigado mesmo!

Mais uma vez, peço a gentileza de não utilizarem o conto em uoutros sites, blogs ou mídias quaisquer sem minha autorização. Obrigado.

Gostou do conto? Comente ao final da postagem.

A ferida aberta e o sangue escorrendo. Não há mais como fugir, prepare-se para morte em minhas presas.



Autoria: Kampos

Nuvens carregadas banhavam o céu, vigiando as longas torres de um castelo em ruínas.

No ponto mais alto da magnífica arquitetura, uma simples janela, liberando a pouca claridade que existia, em um início de noite sombrio, de adentrar o cômodo onde havia uma linda Princesa de longos cabelos cacheados e de pele clara, corpo puro, porém, de alma corrompida. Um lamento, lágrimas que escorriam e manchavam o belo vestido branco rendado. Tristeza que consumia. Solidão entre pedras rústicas e frias.

Em seus pensamentos, a culpa, tornando sua consciência pesada, pressionando seu peito, dificultando o simples respirar. Ações sem volta.

Em seu pleno desespero, mesmo possuindo um corpo esbelto e frágil, abrira a porta de madeira grossa. Deixara seus sapatos de salto no aposento, seguindo descalça. Passos desconexos por degraus irregulares. Lances de escadas superados com agilidade. Sala central, ambiente vazio. Silêncio corrompido apenas pelo som de seus passos.

Não demorou a alcançar o exterior, ainda correndo, passando pelo vilarejo, sem movimento qualquer de pessoas, deserto, logo infiltrando-se em uma floresta que um dia fora colorida, viva, e hoje, apenas o cinza tomava conta de toda sua tonalidade. Galhos secos e mortos. Troncos que gritavam, suplicavam, expressões de sofrimento. Animais não existiam, os que não foram trucidados, fugiram para o mais longe possível.

Vestido que se arrastava ao chão, manchando de lama, rasgando aos poucos. E as lágrimas, ainda escorriam.

Em seu semblante belo, a dor que lhe afligia. Não era física, e sim moral. Queria esquecer, mas não podia. Queria consertar os erros, mas não era mais possível. Queria o perdão, mas ninguém jamais a perdoaria.

Ia ao encontro de quem não devia. Buscaria a redenção. Olhos arregalados, buscando enxergar cada passo. A floresta parecia infinita, mas em algum momento conseguiria chegar ao seu destino, assim acreditava, e estava certa.

À frente, um vulto negro, alto, que se misturava já com a noite que preenchia. O uivo do vento alertava quanto ao perigo, mas ela já não se importava mais. A silhueta sinistra logo a encarava com um par de olhos de fogo e um sorriso triunfante e macabro.

A pequena Princesa, com sua aparência já prejudicada pela jornada, se aproximou, e sem temer, atirou-se ao chão de joelhos.

A criatura de pele pálida e cabelos curtos, com sua roupa negra que ganhava vida ao vento, a encarava, sem dizer uma palavra, esperando que aquela que o procurou, pronunciasse sua vontade.

O choro misturava-se ao soluço, tornando mais difícil seu desabafo. Ergueu o olhar abatido e praticamente implorou:

- Criatura da Escuridão que trouxe a desgraça e a morte para meu reino. Poupe-me do sofrimento da solidão, e mande-me para o Vale da Morte junto aos meus.

A Criatura se aproximou ainda mais, e agachou frente à bela Princesa. Face monstruosa contrastando ao semblante de um anjo. Dentes pontiagudos que roçavam inquietantes pelo lábio inferior. Em um tom moderado, mas mesmo assim arrepiante, respondera:

- Sou uma Criatura da Escuridão sim, um vampiro, trago a morte para muitos. Apenas cumpro os acordos que assumo, e não volto atrás. Não terá o que me pede.

- Eu suplico pela sua misericórdia, Sugador de vidas. Leve-me deste mundo. Alimente-se de minha carne e libere minha alma deste tormento agonizante. – Implorou a jovem Princesa.

- Não. – O vampiro mantinha sua decisão.

- Mas não foi esse o acordo! Você matou a todos! – Exaltou-se a Princesa.

- Sou maligno, desgraçado, um ser de alma condenada, mas sou leal aos meus, diferente de você. Queria ser a Rainha, e eu te dei o reino. Esse era o acordo.

- Mas não foi isto que pedi!

- Em seu coração egoísta, apenas guardava o desejo mesquinho por posses. Pois bem, tem um castelo banhado por terras só suas, esteja satisfeita. Nunca mais terá que dividir seu precioso ouro com mais ninguém.

- Isso não é justo! – Gritou a Princesa com toda força de seus pulmões.

O vampiro segurou o rosto da jovem com força, e olhando em seus olhos esverdeados, disse:

- Justo? Pediu-me para matar sua família, e eu matei. Sem eles, você se tornou a Rainha Soberana. Cumpri com minha parte do acordo. – O vampiro soltou o rosto da garota, que sem forças ou ânimo, deixou a cabeça descer até perto dos joelhos, em pranto.

De pé, a criatura começara a caminhar, afastando-se alguns passos já da Princesa.

- Por que me quer ver sofrer?! Diga-me!

O vampiro parou, e depois de alguns segundos, virou para a jovem e com olhar de satisfação, revelou:

- Considere seu sofrimento como pagamento pelos meus serviços. – Gargalhando, o vampiro prosseguiu pela floresta, e entre as sombras e árvores medonhas, desapareceu, como se nunca tivesse estado naquele local.

Para Princesa, jogada entre a lama, sobrara a riqueza unida com a solidão. O egoísmo a tornara um monstro pior que o vampiro e a covardia a impedia de tirar sua própria vida.

Seu inferno seria seu próprio castelo.

Fim


quinta-feira, 28 de maio de 2009

Anime Hellsing

Saudações, andarilhos da noite!

A série em anime (Desenho japonês) Hellsing é mais uma ótima cria de estórias envolvendo vampiros.

Conheça a série onde o personagem Alucard deixa claro como um vampiro pode ser extremamente sádico e perigoso.

"Em nome de Deus, as almas impuras dos mortos vivos devem ser banidas para a danação eterna, amém"

A série de anime Hellsing é baseada no mangá (Quadrinhos japoneses) de mesmo nome, lançada em 1997.
O anime, por sua vez, produzdo pela GONZO, estreou em outubro de 2001, e teve duração até dezembro de 2002. No Brasil o anime é transmitido pela canal por assinatura Animax, e é sucesso entre seus telespectadores.

A estória do anime gira em torno da família Hellsing, por volta da década de 90, na Inglaterra. A trama envolve Sir. Integra Fairbrook Wingates Hellsing, líder da Organização Hellsing, organização secreta especializada em combater seres das trevas. Sob o seu comando está o sádico vampiro Alucard (Que ao contrário lê-se "Dracula"), chamado por muitos de o "Sangue nos olhos", o "infame"; o "Imortal"; "Rei sem vida"; "Lixeiro da Hellsing"; e por fim, até de Demônio.
Alucard possui imenso poder, que unido ao seu temperamento o torna mais perigoso ainda, sempre munido de duas armas de fogo, 454 Casull e Jackal.

A trama inicia-se com a morte de Arthur Hellsing, que em seu leito de morte transfere toda a autoridade da Organização para a pequena e inexperiente Integra, sua filha. O irmão de Arthur Hellsing, tio de Integra, Richard, que esperava a morte do irmão a muitos anos, se enfurece com a decisão, alegando que Integra era apenas uma criança, mas na verdade para satisfazer seus desejos pessoais, Richard decide dar um fim a sobrinha, enquanto Walter, o mordomo da família, está fora por alguns dias.
Richard é total sem escrúpulos, e por isso Alucard, recém encontrado nos porões da mansão Hellsing, decide servir a pequena Integra que mesmo sendo uma criança, mata o tio traidor com um tiro, sobre a proteção de seu novo servo.

Unidos a Sir. Integra e ao próprio Alucard, encontram-se o mordomo e ex-combatente Walter C. Donez, e a novata Ceras Victoria.

Walter é o mordomo da familia Hellsing, e serviu Arthur Hellsing, pai de Sir. Integra, desde a juventude, e após a morte de Arthur, foi o tutor da jovem Integra. Sempre legal a família Hellsing.
Walter também é um Cavaleiro Real Protestante, que mesmo sendo humano, possui grande força e velocidade, e habilidade de manipular afiados fios de prata. É perito na construção de armas, sendo elogiado pelo próprio Alucard. Sempre presente também na Organização, apoiando de perto Sir. Integra.

Ceras Victoria é órfã, viu seus pais serem assassinados. Ingressou na policia com o sonho de seguir os passos do pai. Durante uma investigação em um vilarejo, depara-se com um vampiro disfarçado de padre e também com o vampiro Alucard. Acaba "morta"(baleada enquanto Alucard tentava matar o vampiro inimigo) no confronto entre os dois vampiros, mas salva da morte final por Alucard, quando ela concorda em se tornar uma Draculina(vampira).

A primeira temporada do anime possui 13 episódios. Na trama, Alucard enfrenta um vampiro vindo da África, chamado "Incógnito", prometendo dar muito trabalho para o vampiro sarcástico.

Mais do que recomendado. Sei que o pessoal que curte vampiros vai vibrar com este anime.

(Informações baseadas no Wikipédia)

O que achou da dica? Já conhecia? Comente ao final desta postagem.

Noite após noite, sigo meu caminho pelas sombras, sob as estrelas, pronto para caçar.

Abaixo, assista a abertura do anime Hellsing.

video

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Desenho feito por mim

Saudações, noturnos!

Estou postando mais um desenho de minha autoria. Nele, apresento um senhor, um vampiro. Cada um apresenta uma própria interpretação e concepção de como seria um vampiro. Alguns preferem os mais sutis e outros os mais animalescos. Eu já prefiro uma mesclagem entre o sutil e o animal. Sutil ao atrair sua presa e animalesco ao se deparar com um inimigo a sua altura.

Curtiram o desenho? Aguardo comentários após a postagem.

Mortos para a sociedade; Vivos pela sede de sangue.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Estória de minha autoria

Saudações, caros amigos e amigas!

Nesta postagem irei apresentar à vocês mais uma estória criada por mim. É um conto curto, logicamente envolvendo vampiros.

Peço, por favor, que não utilizem a estória sem minha autorização.

Espero que gostem!

Comentem, digam o que acharam da estória ao final desta postagem.

Não nos subestime. A aparência pode ser inocente, mas esconde em seu interior uma fera pronta para matar.



Autor: Kampos

Ele gostava de manipular suas vítimas. Fazer com que viessem até ele, sem nem mesmo precisar correr atrás delas. Tinha conhecimento de seu poder. A sedução.

Talvez por isso, na busca de mais uma vez comprovar do que era capaz, tenha se interessado pelo grupinho de amigos reunido em frente a um barzinho.

O barzinho em questão ficava próximo a faculdade. Apesar de não ser permitido, vivia lotado de alunos que consumiam todo tipo de bebidas alcoólicas. Mesmo em dias de semana, o bar permanecia aberto até as três da manhã, ainda mais nestas noites, nas quais o calor predominava. Noites propícias para caçar.

Não demorou muito para o vampiro achar uma possível vítima. Enquanto observava o grupo de amigos que bebiam e riam, avistou mais ao canto, meio que se isolando, uma moça, que aparentava ser tímida, meio cabisbaixa, com um copo de cerveja, que bebia aos poucos. Entre todos, era a única que permanecia em silêncio, apenas escutando.

- Eu não sei por que vocês ainda chamam a mudinha da Vanessa para vir com a gente. – Criticou Michelle, com a habitual expressão esnobe no rosto.

- Antes ela vir do que ser a única na sala de aula para dedurar a galera toda que veio para o bar. – Respondeu Adriano, em seguida bebendo de virada o copo de cerveja, pronto para enchê-lo novamente.

- Hum. – Michelle deixou claro o descontentamento com a resposta do amigo já embriagado.

Michelle era patricinha ao extremo, bem cuidada, de família rica, toda vestida de forma sensual, ostentando suas belezas e curvas, roupas extravagantes, com panos cobrindo cada vez menos o corpo, o que deixava os rapazes loucos de desejo. Ela adorava esse efeito, principalmente quando os rapazes que ficavam a babar por ela eram comprometidos. Esbaldava-se vendo as namoradas morrendo de ódio dela. Intimamente, sabia que era fútil. Não apresentava sequer um pouco de sabedoria, e não fazia questão disso, afinal, com o corpo que possuía, logo arranjaria um otário para bancá-la pelo resto de sua vida.

Enquanto Michelle era do tipo atirada, de corpo exuberante e desejada por todos, Vanessa, era quieta, muito tímida, e não apresentava muitos atributos físicos. Não que fosse feia, mas sabia que dificilmente desbancaria Michelle em um concurso de beleza. Foi para o bar apenas por causa da insistência de todos do curso, já que se um aluno ficasse na sala, todos teriam que permanecer até a última aula. Sentia-se perdida naquele local. Não era muito de beber e não sabia jogar conversa fora. Ficava mais a se distrair com o líquido de seu copo e olhando para o nada. Às vezes, olhava para os lados, como se procurasse um amigo, algo que, na verdade, ela não tinha ali. Porém, foi em uma dessas olhadas laterais que Vanessa percebeu o rapaz de estatura mediana, todo vestido de preto, inclusive de sobretudo, encostado em um carro ao longe. Vanessa olhou por um tempo para o rapaz, voltando rapidamente o olhar para baixo quando se surpreendeu ao perceber que o misterioso rapaz a encarava. Na mesma hora, sua face avermelhou, aparentando um pimentão, o que chamou a atenção da turma.

- Nossa, Vanessa! Por que você está dessa cor? – Perguntou Gustavo, um dos colegas de sala.

- Tá pensando sacanagem, né?! – Adriano disse, em meio a gargalhadas, demonstrando claramente que a bebida já havia subido a sua cabeça, e muito.

Michelle ria de forma estridente da garota, que ficava cada vez mais desconcertada. A patricinha só interrompeu as gargalhadas ao perceber a presença do rapaz ao fundo.

- Nossa, mas quem é aquele ali?! – Perguntou Michelle, com expressão sacana, enquanto acertava melhor sua postura, de forma a ter certeza que sua bunda estava mais empinada e seus seios mais apertados e visíveis em seu decote.

- Quem? - Adriano voltou o olhar em direção ao rapaz que Michelle olhava de forma quase hipnótica. – Sei não, mas pelo jeito deve tá indo para um enterro, tá todo de preto! – Adriano não continha mais suas risadas, e nem mesmo seu equilíbrio.

Aos poucos, Vanessa voltou a olhar para o rapaz, já sentindo o coração disparado, o que piorou quando o viu cruzar o olhar com o seu e lançar um leve sorriso. Vanessa sentia que iria ter uma parada cardíaca ali. Seria possível que aquele cara de tão boa aparência, de pele bem clarinha estaria afim dela?!

Michelle não tinha mínima vergonha. Olhava descaradamente para o rapaz, e ficou estarrecida quando percebeu que o mesmo lançara um sorriso para outra garota, e pior, para Vanessa, a mudinha da sala. Como podia aquilo?!

Outro que percebeu o sorriso para Vanessa foi Adriano, que não perdeu a chance de cutucar Michelle:

- Ih, Loira! Tá perdendo para a Vanessa, é? – Gargalhadas contínuas.

- Cala boca, seu bêbado! – Michelle estava irritadíssima. Não poderia aceitar que umazinha qualquer como Vanessa ficasse com um cara daqueles.

O vampiro sabia muito bem que o grupo havia o visto. Não, não havia sido descuidado. Fazia parte do plano. Deixou que o vissem, dando sequência ao jogo. Um leve sorriso brotou em seus lábios, demonstrando satisfação. Permaneceria ali, parado, observando atentamente sua provável vítima. Tão tímida, tão calada, mas que de longe o vampiro já podia sentir o sangue que percorria o corpo da garota, que por estar nervosa, tinha seus batimentos cardíacos demasiadamente acelerados.

Vanessa queria olhar novamente para o rapaz, para ter certeza que vira certo, mas faltava coragem. Já chegava a sentir o suor escorrendo, tudo por causa da maldita timidez. Súbito, Vanessa escutou os comentários de Michelle. Vanessa olhou para a garota, que lançou um olhar de volta para ela, com ódio estampado. Percebeu que o fato do rapaz a estar paquerando deixava a garota muito brava. Vanessa adorou isso, e Michelle percebeu.

O vampiro tinha conhecimento da situação. Com sua audição super aguçada e visão apurada, acompanhava todo o desenrolar do conflito entre as garotas. Estava na hora de botar mais fogo. O rapaz pela primeira vez, desde que foi avistado, descruzou os braços. Lentamente ergueu um pouco a mão direita e, usando apenas o dedo indicador, fez um movimento pedindo para Vanessa se aproximar.

Vanessa viu, mas não acreditava. Ele realmente a estava chamando. Iria ou não?! As dúvidas surgiam em sua mente. Sentia seu corpo travado. O que fazer?!

Michele era ódio puro. O rapaz nem a notava. O viu chamar Vanessa e não ela. Michelle olhou para Vanessa, que lutava contra seus temores, e disse bem alto:

- Nem pense em ir até lá! Ele merece uma mulher de verdade e não uma coisinha estranha que nem você!

A turma toda escutou o que a garota disse e zoaram de maneiras diversas.

Vanessa ficou ainda mais na dúvida após ouvir o que Michelle disse. Será que o rapaz, por estar longe, não estaria equivocado em chamá-la?

Michelle sorriu, pois percebeu que deixara a garota para baixo, menos confiante.

A tímida garota brigava com ela mesma. Queria criar coragem, precisava superar o medo. Baixou a cabeça, fechou os olhos, se concentrou, começou a pensar que ela merecia. Que era bonita e podia sim ter um cara afim dela. Ficou repetindo várias vezes as frases mentalmente. A coragem surgia aos poucos. Iria sim até o rapaz. Não tinha o que perder. Iria, porém, ao abrir os olhos, determinada e pronta para caminhar até ele, viu, atônita, ao longe, Michelle falando com o rapaz. A desgraçada havia sido mais rápida, já estava até passando a mão no peito dele. Não demorou nem questão de minutos, e Michelle acompanhou o rapaz para trás de alguns veículos. Ela ainda fez questão de olhar para trás, para Vanessa, e sorrir, como se atestasse sua vitória.

Vanessa sentia vontade de chorar. Misturava raiva e revolta, ódio e tristeza. A turma toda viu a sacanagem de Michelle e percebeu o tanto que Vanessa estava abalada com o ocorrido, tanto que ninguém falou nada, nem mesmo Adriano.

A garota não sabia se ficava parada ali como se nada tivesse acontecido ou se corria embora. Passavam milhões de coisas por sua cabeça. Não conseguia esquecer o sorriso da vaca da Michelle. O ódio só aumentava. Chegou um ponto que ela tomou uma decisão que não era típica dela. Iria lutar pelo rapaz. Não deixaria barato. Colocou o copo vazio sobre a mesa de metal e saiu marchando em direção aos carros. Ninguém esperava essa atitude de Vanessa, mas vibraram, torcendo por ela.

Vanessa não sabia o que iria fazer ou falar ao chegar onde o casal estava, mas não iria desistir. Passava pelos vários carros estacionados se afastando do bar, escutando a música que tocava no estabelecimento cada vez mais longe. A turma ficara lá para trás. Ouvia alguns gemidos. Provavelmente a vadia da Michelle já estaria “dando” para o rapaz. Vanessa seguia, determinada. Estava próxima ao carro onde o casal estaria atrás, acelerou os passos, evitando assim que desistisse conforme se aproximava. Bastou fazer a curva em um carro branco para ficar de frente para o casal, porém, a cena que viu, estava longe de ser a que esperava.

Michelle estava deitava, sobre o colo do rapaz que estava agachado ao chão. Os olhos da garota estavam arregalados, e escorriam lágrimas que se misturavam ao sangue que esvaia de dois orifícios de seu pescoço. O rapaz levantou a cabeça, permaneceu a segurar a garota e olhou diretamente para Vanessa, que permanecia estática a observar. Ele realmente era muito pálido, e no momento sua palidez era apenas quebrada pelo sangue espalhado por toda sua boca que apresentava longos caninos. Caninos esses utilizados para perfurar e sugar o sangue de Michelle. Seus olhos flamejavam, um olhar vazio, parecendo olhos de um corpo oco, sem alma. Estava diante de um sugador de vidas, um vampiro.

Para ele pouco importava quem seria sua vítima, a “quietinha” ou a “extravagante”. O que importava mesmo era o sangue quente que ele tanto almejava.

Por um instante, todos ficaram sem movimentos, esperando o próximo passo. Então, Michelle quebrou o silêncio com uma súplica:

- Por... por favor... me... me... ajude!

Vanessa encarava os olhos de Michelle que gritavam por socorro. A garota sentia que morreria ali se não recebesse ajuda. Nem parecia mais aquela garota metida que pisava em todos que estivessem em sua volta. Estava vulnerável.

Vanessa levantou os olhos e encarou os do rapaz, do vampiro. Alguns segundos passaram, e Vanessa finalmente falou:

- Continue o que você estava fazendo. – Dito isso, Vanessa virou as costas e saiu caminhando calmamente, sem se importar com o destino da garota que tantas vezes a humilhou. Sumiu da visão do vampiro, deixando para trás Michelle que chorava cada vez mais, sabendo que sua vida estava por terminar nas presas de um vampiro.

Fim





segunda-feira, 18 de maio de 2009

Quadrinhos Chastity

Saudações, noturnos!

Primeiramente, quero agradecer a todos que visitam o blog, e principalmente aos comentários. Cada dia que passa, o blog recebe mais visitas. Fico satisfeito em saber que o blog CRIATURAS DA ESCURIDÃO está agradando a tantas pessoas! Continuem visitando, comentando e indicando o blog aos conhecidos.
Obrigado!


Apresentarei à vocês nesta postagem, mais um personagem de histórias em quadrinhos. A personagem da vez é a vampira Chastity.

Conhecê-la é amá-la... amá-la é morrer.

Só conheci a HQ Chastity em 2001, quando a mesma começou a sair aqui no Brasil, pela Editora Atlantis, em uma minissérie em 03 partes, e mais uma edição complementar. Pelo menos, na cidade onde moro, nenhuma nova edição chegou. Imagino que no Brasil tenham sido apenas essas quatro edições mesmo, para minha tristeza, já que gostei muito da personagem, do traço e roteiro.

Série em quadrinhos produzida e publicada pela Editora Chaos! Comics. Infelizmente, as últimas notícias que tenho conhecimento é que a Editora encerrou suas atividades em 2006, e com isso, a série Chastity ficou parada. Se alguém souber se a série está sendo continuada por outra editora, favor comentar ao final da postagem.

A personagem teve participações especiais em HQ de outros personagem da Editora Chaos! Assim como, outros personagens participaram de suas HQ´s. Personagens como: Lady Death, Bad Kitty, Purgatori, Evil Ernie.



Sinopse:

"Chastity Marks é uma adolescente de Ohio que foi para Londres estudar teatro, seu sonho é ser atriz.
Transformada em vampiro durante o advento do Punk Rock, em 1976.
Chastity: Atriz, Roqueira, Vampira, Assassina. Mas ela é especial. Chastity tem o poder de não ser detectada por outros de sua espécie e demais criaturas sobrenaturais.
Treinada pela misteriosa Condessa para ser a maior das caçadoras, Chastity teve que lutar para salvar a vida de seu namorado Billy Zone, vocalista da banda The Nobs, e ganhar o respeito do Conselho Europeu dos vampiros."

Como dito no início, está série em quadrinhos possui muitos pontos positivos, tanto no roteiro, traço e na personalidade criada para a personagem Chastity. É uma HQ que merece destaque para quem curte HQ envolvendo vampiros. Procure em sebos que provavelmente acharão alguma edição que saiu no Brasil.

Conhecia já está série? Qual outro personagem de HQ vampiro você sugere para o blog comentar? Aguardo sua opinião e comentários ao final desta postagem.

Invejar é para os fracos sem iniciativa... Enquanto isso, sigo eternamente a criar, executar e alcançar todos os meus objetivos. O tempo está a meu favor.


sexta-feira, 15 de maio de 2009

Filme Van Helsing

Saudações, andarilhos da escuridão!

Nesta postagem falarei de um filme que mistura vampiros, lobisomens, Frankenstein e até mesmo o monstro de "O Médico e o Monstro".
O filme desta postagem é intitulado Van Helsing.

A AVENTURA VIVE PARA SEMPRE

O filme Van Helsing, intitulado no Brasil como Van Helsing - O Caçador de Monstros ( Complemento no nome que achei totalmente desnecessário, porém aqui no Brasil, não sei porque, as responsáveis por distribuição, dublagem e legenda, tem mania de acrescentarem dados que não existem nos titulos), produção norte-americana pela Universal Pictures, lançada em 2004, com direção e roteiro de Stephen Sommers, com duração de 132 minutos.


Gabriel Van Helsing ( O mesmo personagem de Bram Stocker, porém com o primeiro nome diferente, já que a personagem de Stocker chama-se Abraham Van Helsing) é um Caçador, admirado por alguns, odiado por outros, já que sua fama se estende como Caçador de Monstros. No filme, ele é mandado pelo Vaticano para lutar contra o Conde Drácula e seus servos, como as suas Noivas e suas crias.
Van Helsing encontra Anna, a única sobrevivente da família Valerius (Interpretada por Kate Beckinsale, a mesma que interpreta a personagem vampira Selena, em Anjos da Noite). Juntos buscam acabar com o Vampiro. Em meio a aventura, batem de frente com Lobisomens e com o próprio Frankenstein.
O filme, em minha opinião, é excelente, misturando um pouco de várias sagas, como Dracula de Bram Stocker, Frankenstein de Mary Shelley, e até o Médico e o Monstro de Robert Louis Stevenson e O Corcunda de Notre Dame, além das criaturas da Lua Cheia, os Lobisomens. Os efeitos especiais são muito bem utilizados, complementando o roteiro de forma adequada.



Sinopse:


"Terá o mal encontrado finalmente alguém à sua altura? O lendário Caçador de Monstros Van Helsing é enviado pelo Vaticano para a longínqua Transilvânia, uma região aterrorizada pelo poderoso Conde Drácula. Unindo forças com uma corajosa Princesa Cigana que está decidida a acabar com uma maldição ancestral sobre a sua família pela eliminação do infame vampiro, Van Helsing prossegue na sua missão de livrar o mundo do Mal.

Realizado por Stephen Sommers (A Múmia, O Regresso da Múmia) e protagonizado por Hugh Jackman (X-Men, X-Men 2) e Kate Beckinsale (Underworld - Submundo, Pearl Harbor), Van Helsing enfrenta lendas como o Drácula, o Lobisomem e o Monstro de Frankenstein nesta intensa aventura de ação."

Vale a pena assistir. Não se arrependerão.

Já assistiu o filme? Gostou? Aguardo sua opinião logo abaixo da postagem.

Os olhos brilham, mostrando fúria; Os caninos crescem como os de uma fera; O fim é simplesmente inevitável.




Abaixo, trailer do filme Van Helsing.

video

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Fan-art Buffy - A Caça-Vampiros

Saudações, noturnos!

Estou postando hoje uma fan-art (Arte, neste caso desenho, de personagem existente feito por fã) retratando personagem baseado em outro desenho feito por mim em 2000. No desenho, retrato a personagem Buffy, interpretada pela atriz Sarah Michelle Gellar, do seriado "Buffy - A Caça-Vampiros". Seriado que curto muito e que já ganhou uma postagem aqui no blog.

Espero que vocês gostem do desenho.

O que achou? Curtiu? Deixe seu comentário ao final desta postagem.

O tempo não significa nada para aqueles que são eternos.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Banda Lord Vampyr

Saudações!

Nesta postagem, apresento à vocês mais uma banda que tem como foco em suas letras, os VAMPIROS!
A banda chama-se Lord Vampyr.
Conheço a banda a pouco tempo, na verdade só conheço um cd. Possui um som pesado, mas bem interessante.

Lord Vampyr (Alessandro (Alexandre) Nunziati), nascido em Roma, Itália. É cantor e foi o fundador da banda Theatre Des Vampires (Banda de Symphonic Black e Gothic Metal, com letras focando vampiros. Esta banda já foi comentada aqui no blog anteriormente). Possui uma vasta bagagem em discografia. O cantor decidiu deixar a banda em 2004 e iniciar novos projetos com novas bandas:

  • Sepolcrum
  • VII Arcano
  • Theatres des Vampires
  • Lord Vampyr
  • Lord Vampyr's Shadowsreign
  • Cain
  • Nailedgod
  • Pavor Nocturnus
  • Malamorte

Na carreira solo, com título de Lord Vampyr, matendo a temática de suas letras voltadas aos vampiros, a banda é formada:

Lord Vampyr - Vocal
Lady Eter - Vocal Feminino
Seth - Guitarras
Aerioch - Baixo
Endymion - Teclado
Aeternus - Bateria



Abaixo, letra da música "A Sad Litany Of Vampire", da banda Lord Vampyr:

She sleeps on a bed of roses and thorns
Her pale face, candid like the snow
The taste of the blood
Is a sweet memory
The forest wraps to you
In its icy embrace

The girl walks in the forest
Tightens the hands on the breast
Sad litany

Every night she crossed the village
Every door is sluice
It is the cursed one

Saves your family, saves your sons,
Other blood will be scattered!!

It was one sweet child
She loved the sun and the flowers
A night it came and sank its teeth in the hers warm meat
Her heart has become black like the dark
She becomes a wild animal
She wants the blood. the blood

Para conhecer mais sobre a banda, visite o myspace deles:

http://www.myspace.com/lvampyr

Gostou da dica? Conhecia a banda? Comente ao final desta postagem.

As presas, para nós, sobrevivência, para outros, apenas a morte.

Abaixo, vídeo montado por fã, da música "A Sad Litany Of Vampire", da banda Lord Vampyr.

video

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Novela Vamp

Saudações, caros amigos e amigas!

Pois é, como revelado no título desta postagem, realmente falarei sobre uma novela, Vamp, da Rede Globo.
Quem nasceu lá pelos anos 80, como eu, teve a oportunidade de assistir esta novela. Muitos devem estar pensando: "Novela de vampiros?!", certamente os que pensam isso nunca toparam com nada referente à novela. Era interessante, apesar de ser novela global, e surpreendeu até quem não tem custume de assistir novelas.

A novela criada por Antônio Calmon, foi transmitida pela Rede Globo de Televisão, no horário das 19 horas, entre 15 de julho de 1991 a 8 de fevereiro de 1992, totalizando 179 capítulos.
O sucesso foi tamanho, que a novela foi reprisada menos de 1 ano após sua primeira exibição. Desta vez no horário das 17 horas.
A audiência foi altíssima, principalmente em sua primeira exibição. A trama agradou tanto as noveleras de plantão, quanto os mais jovens que ficaram deslumbrados com a estória envolvendo os bebedores de sangue.



Sinopse:

A trama gira em torno da personagem Natasha que em busca de sucesso na carreira como cantora, aceita vender sua alma ao vampiro Vladymir Polanski. Logo o vampiro descobre que Natasha era a reencarnação de seu antigo amor, Eugênia, que ficou com Rocha, recusando ficar ao lado do vampiro.
A trama ganha consistência quando a cantora chega em Armação dos Anjos, litoral do Rio de Janeiro, para gravar um de seus clipes. Lá vive a família do Capitão Jonas que é a reencarnação de Rocha.
O vampiro Vladymir, junto com seus seguidores decide acabar com o Capitão e sua família, além de perseguir Natasha que busca uma forma de fugir da maldição do vampiro. Para isso, necessita encontrar a cruz de São Sebastião, perdida em Armação dos Anjos. A cruz só pode ser utilizada por Rocha.

A novela logicamente possuia seus elementos básicos de sempre, mas com um enredo diferenciado, figurino bem acertado e trilha de fundo interessante, chamou muita atenção, tornando a novela um grande sucesso, até mesmo para quem não tinha costume de assistir.
Até hoje a atriz Cláudia Ohana e o ator Ney Latoracca, personagens Natasha e Vladymir respectivamente, são chamados e reconhecidos pelos fãs pelos personagens que interpretaram.

A novela teve seu reconhecimento através de prêmios voltados para esse tipo de programa. Além disso, foram lançados álbuns de figurinhas e lógico, a novela com o sucesso, acabou sendo alvo das pidas da revista Mad.
O sucesso não foi exclusivamente apenas no Brasil, mas também em Portugal, Venezuela, República Dominicana, Chile, México e Peru.

Em 2002, a Globo tentou dar continuidade a novela Vamp, com a nova novela O beijo do vampiro, porém o sucesso não foi o mesmo. Eu nunca assisti um capítulo que fosse dessa nova trama, mas pelo que li sobre, não caiu no agrado do público.

Eu, particularmente, curtia muito a novela, e até hoje guardo na memória várias cenas de diversos capítulos. Se não me engano, já há os dvd´s da novela. Ótima chance para quem nunca assistiu.

Está ai a dica. Espero que gostem.

Já conhecia a novela? Qual a sua opinião sobre os vampiros em novelas da Globo? Comente ao final da postagem.

A fome aperta, o desejo aumenta. Não adianta lutar, é hora de encontrar a próxima vítima!

Abaixo, abertura da novela Vamp.

video

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Interview with the Vampire (Entrevista com o Vampiro) - Soundtrack

Saudações, noturnos!

Apresento à vocês, nesta postagem, mais uma trilha sonora de filme. A trilha da vez é referente ao filme Interview with the Vampire (Entrevista com o Vampiro), que já ganhou uma postagem há algum tempo aqui no blog.

Assim como o filme, a trilha é ótima, em sua maior parte instrumental. Só achei que a última música "Sympathy for the Devil", dos Rolling Stones, quebrou o ritmo da trilha. Curto a música e a banda, mas acho que não casou bem com o resto da trilha.

A trilha sonora foi composta por Elliot Goldenthal.



Abaixo, as músicas na ordem:

1. Libera Me
2. Born to Darkness, Pt. 1
3. Lestat's Tarantella
4. Madeleine's Lament
5. Claudia's Allegro Agitato
6. Escape to Paris
7. Marche Funèbre
8. Lestat's Recitative
9. Santiago's Waltz
10. Théâtre des Vampires
11. Armand's Seduction
12. Plantation Pyre
13. Forgotten Lore
14. Scent of Death
15. Abduction & Absolution
16. Armand Rescues Louis
17. Louis' Revenge
18. Born to Darkness, Pt. 2
19. Sympathy for the Devil - Elliot Goldenthal, Mick Jagger

Gostou da dica? Qual outra trilha de filme de vampiros você gosta? Comente ao final desta postagem.

A escuridão é eterna para aqueles que não tem vida.

Abaixo, um clipe que encontrei no youtube, apresentando algumas fotos do filme e a primeira música da trilha, "Libera me".

video

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Filme Vamp - A noite dos Vampiros

Saudações, noturnos!

Nesta postagem falarei sobre um filme que recentemente assisti, logicamente envolvendo Vampiros, já que é essa a proposta deste blog.
O filme se chama Vamp - A noite dos Vampiros.

Cuidado, o primeiro beijo pode ser o último

Sinceramente, entre todos os filmes de vampiros que já assisti, incluindo os antigos, este é o filme mais fraco. Achei na net opiniões contrarias, dando crédito ao filme, tanto pelo roteiro quanto por ser um filme de baixo orçamento.
O roteiro, se fosse um livro, provavelmente seria bom, e talvez seja o baixo orçamento, apesar de já ter visto filmes de pequenos orçamentos, porém bons, que este não seja lá grande coisa. Acho que as escolhas no filme que não foram felizes, começando pelo elenco que não me agradou.

Aqui no Brasil o filme praticamente não foi divulgado, mas graças ao DVD, eu acabei por encontrá-lo.
Nem na net consegui achar fotos que retrarem cenas do filme para postar aqui, e muito menos, o trailer, desculpem-me, mas infelizmente não terei nem fotos e nem vídeo para mostrar à vocês.

Tenho poucas informações também. O filme norte-americano de gênero"comédia de terror", gênero esse que achei muito estranho, foi lançado em 1986 e tem 93 minutos.
Apresenta em seu elenco os atores Grace Jones, Chris Makepeace, Dedee Pfieffer, Robert Rusler e Gedde Watanabe.

Sinopse:

"Três jovens amigos decidem viver uma noite de aventuras num clube de strip-tease. Entre uma bebida e outra, o trio fica fascinado com a subida no palco de uma stripper chamada Katrina (Grace Jones). O que eles não sabem é que Katrina é a líder de um bando de criaturas satânicas, que usam o clube noturno como chamariz para atrair suas vítimas. Ela escolhe um deles para passar uma noite de amor.
Quando os outros dois descobrem onde estão, tentam resgatar o amigo antes que seja tarde."

A própria sinopse não retrata corretamente a estória do filme.

Por tudo que falei nesta pistagem, não recomendo o filme, porém, se você for uma pessoa como eu que busca conhecer cada vez mais estórias envolvendo os bebedores de sangue, então vale a pena dar uma olhada e tirar suas próprias conclusões, ok?

Já assistiu o filme? O que achou? Comente ao final desta postagem.

Na presença do astro-rei, deixamos de ser caçadores para sermos a caça, pelo menos até a noite cair....

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Game Dracula Twins

Saudações, amigos da escuridão!

Nem só de filmes e seriados somos presenteados com temas de vampiros, os games também. Eu, particularmente, joguei poucos jogos envolvendo as criaturas que bebem sangue, mas estes dias comprei um desses jogos, e a postagem de hoje é sobre ele, Dracula Twins.

Não esperem dese jogo algo muito aprimorado. É simples, tanto sua estória quanto sua jogabilidade, porém é um bom jogo para aqueles momentos de preguiça, em que queremos apenas nos entreter. É bem infantil, mas é interessante.

O jogo foi desenvolvido pela Legendo Entertainment, para PC (Não sei se há versão para outras plataformas).

São 40 etapas, onde o personagem escolhido, Drac ou Dracana, enfrentará zumbis e esqueletos, em um ambiente 3D.

Sinopse:

"O papai Drácula foi sequestrado por um malvado caçador de vampiros - o terrível Doutor Lifeslust! Ele precisa do sangue de um verdadeiro vampiro pois é o ingrediente que falta para criar um elixir que lhe dará a vida eterna!
Venha ajudar a salvar o Conde Drácula neste jogo de clássico estilo "Saltar e correr", apropriado para todas as idades! Jogue como um dos filhos de Drácula - Drac ou Dracana - e defenda a Transilvânia e destrua os zumbis que invadiram o castelo!
O Doutor Lifeslust e seu exército do mal precisam ser combatidos!"












Gostou da dica? Quais outros jogos de vampiros vocês conhecem e recomendam? Comentem ao final da postagem.

Só o que importa é o precioso sangue.

Abaixo, um pequeno trailer do jogo Dracula Twins.

video
 
BlogBlogs.Com.Br